PROF. SAMANTA OBADIA

Uma incansável estudante do gênero humano, que se propõe a ‘sacudir’ a poeira da infelicidade e da insatisfação presentes no cotidiano da família e do trabalho. É preciso renovar, pensando em novas maneiras de buscar verdadeiramente a felicidade.

Livros da Autora
15.10.2015
Novo Livro
05.04.2015

TEXTOS

Debatedora na Rádio TUPI
28.02.2015 

LIVROS A VENDA

CAFÉ COM CHANTILLY

RIO DE JANEIRO, 26 de Maio de 2015, terça-feira, de 19h às 21h, Livraria Giostri, no Teatro dos Quatro, Shopping da Gávea, 2o. piso, Rua Marquês de São Vicente, 52.


SÃO PAULO, 30 de Maio de 2015, sábado, de 17h às 20h, Livraria Giostri, no Espaço Parlapatões, Praça Franklin Roosevelt, 158, Centro.

O encontro de Aleksander Henryk Laks, sobrevivente do Holocausto, com a escritora e filósofa Samanta Obadia resultou neste livro sob a forma de diálogo. P. Samanta interpela, opina, pede esclarecimentos, retoma episódios que lhe parecem incompletos, discorda, volta a perguntar, e interrompe o fluxo da conversa para inserir verbetes explicativos de termos da cultura judaica e de certos fatos históricos mencionados rapidamente por Laks. A todas estas investidas ele responde com uma prosa considerada seca, direta, sem rodeios. É, sobretudo, na captura de detalhes que, segundo a autora, a força do relato se concentra. É possível aproximar-se do corpo em sofrimento, pela presença material de um copo d'água, que todas as noites é colocado sobre a cabeceira antes de dormir - tentativa de aplacar uma sede herdada dos campos de concentração e que não o abandona. Como conviver com essa herança no presente após a experiência num campo de extermínio? O foco deste relato é o que acontece depois da libertação. Quais as dificuldades de fazer o trajeto de volta para casa? Haveria casa para a qual retornar? Como o Brasil se torna a sua nova casa? Que marcas o sobrevivente carrega do passado? Quais as dificuldades de lembrar? O que o leva a tomar a palavra para contar a sua história? Estas e outras perguntas pretendem ser respondidas nesta obra.

Cansada de ver jovens em sofrimento, por suas dúvidas e angústias, Samanta Obadia supera sua dor pessoal e conta sem medo, uma história íntima e emocionante, que cativa a milhares de pessoas no Brasil e no exterior, mudando suas vidas para sempre.